Divulgação da marca: o que não fazer

 

É conhecida a importância de divulgar a sua empresa, produtos ou serviços para obter mais clientes, visibilidade e, consequentemente, maior lucro. Porém, realizar esse trabalho é mais complicado do que parece. Com a internet e os meios de comunicação se pluralizando cada dia mais, ser capaz de fazer isso sem profissionais de Assessoria de Imprensa e Marketing é difícil e perigoso.

 

Um argumento muito usado é o valor de contratar todos os serviços necessários para a criação de campanhas publicitárias, administração de redes sociais, conteúdo para site e relacionamento com a mídia. Contudo, não participar dessas áreas deixa a empresa para trás se comparado às concorrentes. Além disso, enfrentar a divulgação sem a expertise requerida pode ser ainda mais caro.

 

A internet e os smartphones facilitam a disseminação de informações. Se essas ferramentas forem utilizadas da forma correta, podem ajudar – e muito – nas vendas da sua marca. Mas, ao mesmo tempo, um erro, uma campanha mal pensada, ou a falta de preparo e alinhamento dos porta-vozes da empresa podem gerar resultados catastróficos.

 

Por isso, segue algumas dicas do que não fazer na divulgação da sua marca: 

  1. Discurso desalinhado: Quando um porta-voz fala, ele representa a empresa. Por isso, quando ele passa informações contraditórias, ou quando duas pessoas falam coisas diferentes, pode repercutir de forma negativa.
     

  2. Antipatia: Como explicado no item anterior, quando é elegido um porta-voz, ele se torna o representante da marca. Da mesma forma que o responsável por responder e-mails, mensagens nas redes sociais, etc. Assim, se houver uma grosseria ou antipatia por parte dessas pessoas, a imagem da empresa será prejudicada.
     

  3. Não determinar um público-alvo: Essa é uma das primeiras coisas a serem feitas antes de iniciar uma divulgação. Tentar agradar todos os públicos e atingir todas as pessoas deixa a campanha muito abrangente. Na melhor das hipóteses, o trabalho não gera muito resultado, na pior, pode sair pela culatra e se transformar em algo negativo para a marca.
     

  4. Ignorar as críticas: Quando alguém reclama da sua marca, serviço ou produto nas redes sociais, ela não deve ser ignorada. Bem como as consequências de quaisquer erros ou mal-entendidos envolvendo a empresa. Nesse caso, o ideal é um posicionamento imediato, evitando uma possível crise.
     

  5. Conteúdo de baixa qualidade: O site da empresa deve estar alinhado com os valores da mesma, além de ter um conteúdo de qualidade. Caso contrário será visto como uma marca pouco profissional e perderá relevância no mercado.
     

  6. Não investir em relacionamento: A internet possibilita a venda, prospecção, e contato com o cliente a distância. Isso não significa ignorá-lo quando não há interesse. Se isso acontecer, o consumidor facilmente perde o interesse e fica descontente com o atendimento.

     


    Quer saber mais? Conheça nossos serviços ou fale conosco para mais informações!

     

     

     

     

     

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Assessoria de Imprensa: Cinco indícios de que sua empresa precisa de uma

April 28, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Please reload

Arquivo
Please reload